Baixar Livro: Do sábado Para o Domingo

09-06-2012 22:47

capa-francesa

Samuele Bacchiocchi foi o primeiro adventista do 7° dia e protestante a se formar pela Universidade do Vaticano.

Ao aprovar sua dissertação DO SÁBADO PARA O DOMINGO, Roma reconheceu que não foi Jesus quem acabou com a santidade do Sábado. Um belga monge Beneditino, Ferdinand Poswick, que atua como Diretor do Centro de Informação Bíblica na Abadia de Maredsous, na Bélgica, encomendou uma cópia de De Sábado para Domingo. Ele leu o livro com grande interesse e ficou impressionado pela incontornáveis documentos e argumentos que indicam a continuidade, validade e valor do sábado para a vida cristã hoje e decidiu publicá-lo na França. A tradução foi feita por um outro monge Beneditino, Dominique Sebire. Surpreendentemente, na “Introdução”, Poswick confessa que Jesus e Paulo não aboliram o sábado. Ele reconheceu que a mudança do sábado para o domingo foi motivada pela necessidade de separar os cristãos e os judeus [...], numa altura em que foi banida a guarda do sábado do império romano. Então Poswick faz esta afirmação ousada: “Será que não devemos preferir a sincera e verdadeira festa do sábado do que um paganizado domingo?” Ele fecha a introdução exortando os cristãos a “reexaminar de novo” as bênçãos de se encontrar a festa do sábado.

 

Clique nas Imagens para Ampliar
 
 
Diploma de Bacchiocchi                                             Medalha de Ouro que Bacchiocchi ganhou 
Diploma de Bacchiocchi na Universidade do Vaticano                        A Medalha de Ouro que Bacchiocchi ganhou em História Eclesiástica

 

 

Voltar

Procurar no site

"Levantai ao alto vossos olhos e vede. Quem criou estas coisas? Aquele que faz sair o seu exército de estrelas, todas bem contadas, as quais Ele chama pelo nome, e por ser Ele grande em força e poder, nem uma só vem a faltar." Is. 40: 26